21 de julho de 2008

Dicas: Campos do Jordão/SP - Aproveitando a cidade no inverno

Sempre que posso nas minhas férias de Julho vou curtir o frio de Campos do Jordão para fazer algumas caminhadas e conhecer lugares novos e se der, assistir ao Festival de Inverno. 
Eu e a Márcia saímos sempre pela manhã  da Pousada e retornávamos à noite.
O roteiro abaixo eu elaborei de acordo com o que fizemos lá. 
Faltaram mais coisas para conhecer, mas fica para outra oportunidade.


Na foto acima, o centro do Capivari visto do Morro do Elefante


Fotos: clique aqui


Atualizado Julho/2020

Só lamentamos de quase não termos visto os concertos do Festival de Inverno, pois a maioria estava com os ingressos esgotados, alguns dias antes.  
Obrigatório comprar com antecedência. 
Alguns shows são realizados na praça principal do Capivari e são de graça.
A cidade é relativamente cara, mas não precisamos gastar nada em nenhum dos passeios, com exceção do Horto Florestal. 
7ºC a noite no Capivari
O roteiro foi:
1º dia: Pico do Diamante e Pico do Itapeva e alguns lagos próximos ao Pico do Diamante.
2º dia: Trilhas no Horto Florestal (PE Campos do Jordão).
3º dia: Bauzinho e Pedra do Baú.
4º dia: Gruta dos Crioulos, Pico do Imbiri e região, Cachoeiras e Corredeiras do Rio Fojo.
5º dia: Mirante do Lageado, região próxima ao Hotel Toriba e Amantikir Garden.


Alimentação
Bonde 
# Em cada noite jantávamos em algum lugar diferente, para variar um pouco nas opções. 

# Na cidade tem o Shopping Market Plaza, com uma praça de alimentação com restaurantes, pizzarias e fast foods. Para quem quer economizar nas refeições é o melhor lugar. 


# Restaurantes do Bairro do Jaguaribe e Abernéssia são opções baratas e a maioria deles fica na avenida principal.


# Fuja de alguns restaurantes no centro do Capivari. São muito caros e às vezes só vale a pena para comer um fondue e mesmo assim não é barato.

Na minha opinião, o Capivari só compensa para passeios durante a noite para tomar um chocolate quente e se der sorte, até acompanhar um show do Festival de Inverno que ocorre na Praça Principal do Capivari.

 Hospedagem

Descendo da Pedra do Baú
# A maioria das pousadas da cidade são extremamente caras. 
Se ficar vários dias na cidade, compensa se hospedar em Santo Antônio do Pinhal, onde as diárias chegam a ter os preços abaixo da metade em comparação com as pousadas de Campos do Jordão.
E tem a vantagem de estar a cerca de uns 30 minutos de carro.

O que visitamos:

Topo do Pico do Diamante
Pico do Diamante
# Lindo visual para Vale do Paraíba e com trilha saindo para a Cachoeira do Índio e algumas outras. Quem gosta de caminhar, dali sai a Trilha da Onça, seguindo para leste até o Parque do Pico Itapeva.
Seu acesso fica próximo ao Hotel Toriba (acessível através da segunda rotatória da avenida principal, para quem está entrando na cidade). Em frente a esse Hotel se inicia uma estrada de terra, à esquerda que leva ao topo do Pico. 
Acesso: clique aqui.

# O lugar tem uma vista privilegiada da serra, tendo um pouco menos de 2000 metros de altitude, avistando várias cidades do Vale do Paraíba. A vantagem em relação ao Pico do Itapeva é que o Diamante não possui inúmeras torres que ofuscam a visão da região. 

Pico do Itapeva
Pico do Itapeva (acesso bloqueado)
O acesso é por estrada de asfalto em bom estado. 
Possui pouco mais de 2000 metros, mas tem a desvantagem de no topo possuir inúmeras torres de retransmissão e atualmente está com um muro bloqueando o acesso ao topo. 

Poucos metros antes de chegar na base dele, ao longo da estrada existem um mirante que oferece um visual até melhor.
Acesso: clique aqui.

Recentemente surgiu por lá foi o Parque do Pico do Itapeva, em frente ao Lago, porém sem muitas atrações. Possui um mirante e um lavandario. Ingresso: $10/pessoa e $20/veiculo (Julho/2020).
Não achei o lugar interessante e muito caro somente para ver um mirante.
Acesso: clique aqui.
Trilha do Rio Sapucaí
Horto Florestal
# Conhecido também como PE de Campos do Jordão, propicia inúmeras caminhadas que levam a mirantes, cachoeiras e nascentes de água.
Se possível fique 1 dia inteiro aqui, caminhando pelas trilhas. Vale a pena.
Acesso: clique aqui.

# Se localiza a cerca de 15 Km do centro do Capivari e seu acesso é muito fácil, bastando seguir sentido leste as placas indicativas. Valor entrada: $15 (ano 2020)


# Existe uma linha de ônibus circular ligando o centro ao Horto Florestal.

No interior do Horto existem algumas lojinhas, lanchonete e um lugar para a pratica de arvorismo e tirolesa, que é explorado por uma empresa da cidade.
Trilha Campos do Timoni
# Alugue uma bike no interior do Horto Florestal para curtir as inúmeras trilhas da região.

# É um lugar para contemplar a Natureza.


# O total de trilhas são 5 e todas bem sinalizadas com placas e mapas: 

- Trilha das Quatro Pontes: perfeita para crianças, já que passa por algumas pontes pênseis sobre o Rio Sapucaí. 
- Cachoeira da Galharada: plana com cerca de 5 Km. Muito fácil.
- Trilha do Rio Sapucaí: segue o rio e alterna entre campos e matas, passando por algumas nascentes.
- Trilha dos Campos do Timoni: muito íngreme no início, mas depois que a trilha seguir pela crista, o visual é muito lindo. No final, a 1700 metros de altitude a região é coberta de araucárias.
- Cachoeira da Celestina: trilha bem puxada e íngreme, porém bem demarcada. O total dessa trilha chega a quase 9 km e atinge altitude máxima a 1900 metros.

Ponto mais alto da Trilha da Celestina
# Logo que você entra no Horto, recebe um folheto contendo o mapa de todas as trilhas e na Trilha da Cachoeira Celestina se faz menção ao uso de monitor, mas que não é obrigatório (se perguntar para algum funcionário do parque vão te dizer que a trilha é só feita com monitor do parque, isto é, você tem de pagar um guia para te levar lá - esqueça, dá para fazer sem guia tranquilamente). 

# Iniciamos a caminhada pela trilha do Rio Sapucaí, que se segue o rio e alterna entre mata e campos de altitude e levamos cerca de 1:30 min para completá-la.


# Terminada essa trilha, seguimos até o início da Trilha dos Campos do Timoni que fica próxima da entrada do parque. 

Descida da Trilha da Celestina
# O final da Trilha dos Campos termina próxima ao início da Trilha da Cachoeira Celestina (a melhor e mais longa do parque). 

# Você começa a caminhada por volta de 1500 metros e chega no topo dela a pouco mais de 1900 metros de altitude, tendo um total de quase 9 Km de extensão e que dá para ser completado em cerca de 3 horas. 


# Chegamos no Parque pouco depois das 11:00 hrs e saímos pouco antes das 18:00 hrs, já anoitecendo.


Bauzinho
Complexo do Baú
# No 3º dia seguimos para a Pedra do Baú pela Estrada do Campista e com cerca de 16,3 Km viramos na bifurcação à esquerda, agora por estrada de terra.

# Ao final dessa estrada tem um pequeno estacionamento e dali saem as trilhas para o Bauzinho, Pedra do Baú e Ana Chata. 

Acesso: clique aqui.

# Se quiser algo um pouquinho mais radical, pegue a trilha para a Pedra do Baú e suba pelo lado norte (o lado sul está com acesso bloqueado por deslizamento). 


# Outro acesso é pelo Restaurante Pedra do Baú, localizado no lado norte da Pedra. De lá sai uma trilha demarcada até a base norte da Pedra. 
Acesso: clique aqui.
Gruta dos Crioulos
Gruta dos Crioulos e Pico do Imbiri
# Para chegar na Gruta, o melhor acesso é seguir algumas placas indicativas pela Estrada do Campista.
Acesso: clique aqui.

# Ao retornar para Estrada do Campista siga a placa do Pico do Imbiri, que não fica muito longe da Gruta. No topo tem-se uma visão de quase 360º da região. Vale a pena, apesar da estrada de acesso ser bem precária. Não é qualquer carro que chega lá em cima.

Acesso: clique aqui.
Topo do Pico do Imbiri
 Próximo do acesso ao Morro do Elefante existem opções para alugar bikes e quadriciclos e os preços não são caros. Desse ponto é possível visitar as cachoeiras ao longo do Rio Sapucaí.
Acesso: clique aqui.

Cachoeira do Fojo
Cachoeira, Usina e Corredeiras do Rio Fojo
# Seguindo em direção ao Horto Florestal é possível visitar a Represa do Fojo e a antiga Usina Hidrelétrica do Rio Fojo que possui uma cachoeira com mais de 35 metros de altura. O local virou um parque. 
Acesso: clique aqui.

# Outro local interessante de se conhecer são as Corredeiras do Rio Fojo, que se localizam no Alto do Capivari, próximo ao antigo Flat Hotel Quatre Saisons.


# Existem algumas placas indicativas de como chegar lá e seu acesso é restrito e para conhecer o local é necessário adentrar em um condomínio fechado (é só dizer que vai conhecer as corredeiras que eles liberam o acesso).

Mirante do Lajeado
Outros Mirantes
# Um dos melhores mirantes de Campos do Jordão está localizado próximo ao Hotel Toriba, seguindo por uma estrada que é paralela a linha férrea.

# O Mirante do Alto do Lajeado permite visual de toda a região voltada para Santo Antônio do Pinhal e próximo dali existem algumas pequenas cachoeiras e nascentes de água.

Acesso: clique aqui.

# Alguns anos depois voltamos mais 2x a essa cidade e fizemos roteiros bem diferentes. 

Relato 1: clique aqui
Relato 2: clique aqui

4 comentários:

  1. bomhumorlhm01 maio, 2013

    Olá Augusto e Márcia. Legal essa forma de apresentação. Muito boa.

    Vamos ver se qq dia nos cruzamos em alguma trilha e vou sempre acompanhando as aventuras de vcs dois.

    Fraterno Abraço.

    LHMoreira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Luiz, blz?

      Nós sempre fazemos esse tipo de roteiro.
      Não precisa detalhar muito e é bem facil de entender.
      Já fiz alguns relatos dessa forma e só detalho o principal.

      Os outros mais detalhados, deixo para as trilhas mais dificieis.

      Mas legal que vc tá curtindo aqui.

      Abcs

      Excluir
  2. Parabéns muito útil seu relato, obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além desse relato, tem mais 2 outros.
      São roteiros diferentes e podem te ajudar mais ainda no que fazer na cidade.
      Abcs

      Excluir