20 de março de 2014

Dicas: 2ª vez na Cachoeira do Elefante – Serra do Mar de Bertioga/SP

Exatamente 8 anos depois, estou voltando a essa cachoeira, que fica bem próxima da cidade de SP. Ela se localiza na Serra do Mar, junto da Rodovia Mogi-Bertioga. É conhecida também como Cachoeira do Itapanhaú e possui uma queda de mais de 50 metros, podendo ser vista de um mirante no Km 86 da Rodovia. Quando estive lá pela primeira vez em Março/2006, era uma trip organizada pelo Eduardo Mimduim (trilheiro de carteirinha que foi encontrado morto na Trilha do Rio Mogi/Paranapiacaba). Para essa cachoeira, o grupo era de 10 pessoas e contratamos uma van que nos deixou no Km 81 da Rodovia, de onde descemos por trilha até a base da cachoeira e depois de conhecê-la, seguimos até um local conhecido como Casarão, onde cruzamos o Rio Itapanhaú, seguindo dali até a Rodovia, onde voltamos para São Paulo. 
Mas dessa vez minha intenção era descer pela mesma trilha e no retorno seguir por uma outra que leva até o mirante do Km 86 da Rodovia, onde tentaria conseguir algum transporte de volta para Mogi das Cruzes. 
Era Carnaval de 2014 e por problemas de saúde na família de uma das pessoas que iam comigo, tive de ir sozinho.
Relato da minha primeira vez nessa cachoeira e conhecer um pouco da história do Mimduim e como ele morreu em Paranapiacaba, é só clicar aqui.

Na foto acima, a base da Cachoeira do Elefante



Álbum de fotos: clique aqui

Tracklog para GPS da trilha, que eu acho dispensável: clique aqui



Acampamento próximo da base da Cachoeira
Essa é uma caminhada que pode ser feita em um bate-volta de apenas 1 dia.
Já para quem gosta de acampar, muito cuidado. De vez em quando a Policia Ambiental baixa por lá e apreende todas as barracas (a região é Área de Proteção Ambiental). 
Se for somente para passar a noite, até dá. Existem 2 grandes áreas para camping: 1) Alguns minutos depois do início da trilha junto ao Rio Pedras (que é um afluente do Rio Itapanhaú).
2) Na base da cachoeira também são encontradas várias áreas descampadas. 

Para essa trilha só estava levando uma pequena mochila de ataque com alguns alimentos para ir comendo ao longo da caminhada.
Saí de São Paulo no Domingo de Carnaval bem de manhãzinha, pegando o Metrô até a Estação Tatuapé, onde fiz a baldeação e segui de trem da CPTM até a Estação de Guaianases. Novamente fiz outra baldeação e peguei um outro trem em direção a Estação Estudantes, que se localiza em Mogi das Cruzes. Abaixo as dicas de logística e de toda a trilha.



Logística e acesso

São 4 opções de logística para chegar no início da trilha que leva até a cachoeira:

Início da trilha junto da Rodovia
1ª: De circular - Ele sai de um Terminal de ônibus municipais, à direita da Estação Estudantes em Mogi das Cruzes. Valor: $3,80 (Setembro/2016)

# O circular Manoel Ferreira sai desse Terminal, seguindo até a Balança, no Km 77 da Rodovia Mogi-Bertioga. Dali é só iniciar a caminhada pela Rodovia até o Km 81. 

# No link abaixo são encontrados os horários de partida do Terminal: é só clicar aqui

# Só é preciso tomar muito cuidado na Rodovia, porque ela não possui acostamento.

# A Rodovia é sinalizada com placas indicativas do Km, por isso é fácil identificar o local de início da trilha.


2ª: De ônibus - Que sai da Rodoviária de Mogi das Cruzes. Valor: $20,00 (Março/2014).

# Do lado esquerdo da Estação Estudantes se localiza a Rodoviária da cidade. A empresa Breda possui vários horários de ônibus em direção a Bertioga.


Trilha do outro lado
3ª: Transporte de Van – Valor: $20,00 (Março/2014). 

# É uma opção que eu não recomendo.

# As Vans saem ao lado da Estação Estudantes em Mogi das Cruzes.

# Os motoristas ficam aguardando passageiros do lado de fora da estação e só saem, quando lotam a van.

# Elas operam um serviço clandestino, sem autorização e a demora para lotar a van é o que mais irrita.

# Se quiser ir de van ou ônibus, tem de pedir para descer no Km 81, junto ao início da descida da serra, em um local conhecido como final do tobogã (é um trecho da Rodovia marcado por vários sobe morro/desce morro). 

# Junto ao início da trilha existe uma enorme placa indicativa de "ATENÇÃO - DESCIDA DA SERRA - DESÇA ENGRENADO”.


Antiga ponte na trilha

4ª: De carro – É outra opção que não recomendo para quem quiser fazer toda a trilha, que se inicia no Km 81.

# Junto ao início da trilha existe um pequeno descampado que comporta no máximo uns 2 carros e sem segurança nenhuma, além de ser proibido estacionar junto de Rodovia, o que pode acarretar uma multa. 

# Ao final da trilha, é um transtorno ter de retornar pela Rodovia para pegar o carro. 

# Para quem não quiser seguir pela trilha, a melhor opção é descer do ônibus no Km 86, junto a um mirante da Rodovia Mogi-Bertioga ou deixar o carro no estacionamento que existe no local. Dali sai uma trilha de poucos minutos, quase em linha reta e que leva até a base da cachoeira.



Como é a trilha

Aspecto da trilha
# A trilha que se inicia no Km 81 é de quase 3 Km, é bem demarcada, íngreme e sem dificuldades de navegação, só tendo que cruzar algumas nascentes, por isso a água não é um problema nessa trilha. 

# Ela se inicia junto a um descampado e depois de alguns minutos cruza com um rio de uns 5 metros de largura. Dali a trilha inicia trechos planos alternando com descida íngremes.

# Pouco depois de cruzar esse rio, existe uma bifurcação à esquerda na trilha que leva a algumas corredeiras, poções e pequenas cachoeiras. 

# Cerca de 1 hora de caminhada existe uma bifurcação na trilha principal que pode confundir. Junto a uma enorme árvore caída obstruindo a passagem, a trilha se divide: para a direita é a continuação da trilha principal e para esquerda leva a outra cachoeira. 
O problema é que a trilha da esquerda vai se fechando aos poucos e ao chegar próximo da cachoeira, existe um paredão íngreme no meio da mata, dificultando bastante o acesso a ela (para quem dispor de tempo e uma corda, é possível chegar nela). 

Pequenas cachoeiras
# Seguindo a trilha principal e com cerca de 1h30min de caminhada, surge outra bifurcação, próximo da margem do Rio Itapanhaú. Para a direita, a trilha segue junto da margem do rio, levando a um local conhecido como Casarão e na esquerda leva para a base da Cachoeira do Elefante.

# Nesse trecho final da trilha, junto da margem do rio são encontrados grandes descampados onde é possível montar barracas ou bivacar embaixo de uma grande rocha. 
Na base da Cachoeira do Elefante

# Iniciei a caminhada pela trilha pouco antes das 11:00 hrs, chegando próximo da primeira cachoeira por volta das 11h45min. O final da íngreme trilha terminei as 12h50min, junto à margem do Rio Itapanhaú e na base da Cachoeira do Elefante cheguei as 13:00 hrs.

Ao voltar da cachoeira consegui uma carona com o Sérgio, que trabalha como enfermeiro e estava com sua namorada Isabel e seu amigo Wellington. Eles moram em São Paulo e me deixaram em uma estação de trem, o que ajudou bastante.
Cruzando o Rio Itapanhaú

# Para quem pretende fazer a trilha saindo ou terminando no Mirante do Km 86 da Rodovia é preciso tomar muito cuidado ao cruzar o Rio Itapanhaú. O melhor local para atravessá-lo é próximo ao final da íngreme trilha, quando esta termina junto do rio.

# Em alguns trechos, a profundidade chega a no máximo até a cintura, mas é preciso procurar.

# Existe um trecho bem estreito onde a água chega até os joelhos, com travessia pelo leito do rio sendo feita em cima de uma laje de pedra, mas tem um grande problema da correnteza, por isso não é recomendável para qualquer um.
Curtindo a cachoeira

# Pessoas que não tem experiência para cruzar rios com correnteza, recomendo que leve uma corda para ajudar no trecho do Rio Itapanhaú e é obrigatório que nunca faça a travessia sozinho.

# A Cachoeira é bem larga, tendo a queda principal do lado direito, mas é perigoso chegar na base, já que o volume de água é muito grande.

# Sua altura é de aproximadamente 30 metros, mas ela é maior que isso, chegando a quase 50 metros. Do lado esquerdo existe um pequeno poço escondido atrás de uma enorme rocha que é perfeito para um banho. 

# Nesse lado esquerdo sai uma trilha que vai subindo pelas pedras, muito usado pelo pessoal que pratica rapel na cachoeira.

# Regularmente a Policia Ambiental juntamente com o pessoal do Parque Estadual Restinga de Bertioga (PERB) realizam fiscalizações nessa região da cachoeira, devido a algumas mortes que aconteceram no local. Dizem que o objetivo da operação é garantir a segurança das pessoas e orientar a utilização correta das trilhas autorizadas da Unidade de Conservação (UC). 
Atente a isso quando for para essa cachoeira.

# Uma outra cachoeira que também vale a pena conhecer é a da Pedra Furada. O início da trilha que leva até ela fica a uns 500 metros antes de chegar no início da trilha para a Cachoeira do Elefante. Tenho um relato com algumas dicas:
http://trilhasetrips.blogspot.com.br/2014/03/dicas-cachoeira-da-pedra-furada-mogi.html 

62 comentários:

  1. Augusto, meus parabéns pelo blog!
    estava à procura de alguma trilhar para fazer com os amigos e as informações adequadas só encontrei em seu blog, tudo muito claro!
    gratidão e um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Narayan.
      Que bom que curtiu o blog.
      Nada mais justo do que deixar essas informações a disposição de todos. Esse sempre foi o meu intuito.

      Ali próximo da Cachoeira do Elefante vc encontrará uma outra que também vale a pena conhecer: a da Pedra Furada.
      Não deixe de ir.

      Abcs

      Excluir
  2. EU FUI, É MUITO BOA MESMO! PENA QUE NO DIA A VAZÃO DE ÁGUA NÃO ERA TÃO GRANDE ASSIM, MAS MESMO ASSIM ERA MUITO BOA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taí mais um motivo para vc retornar a essa cachoeira, que é uma das mais altas da serra do mar e com acesso muito fácil, tanto de carro quanto de ônibus.

      Excluir
  3. A trilha fica no km 86, mais não consegui achar.... Ela é no refugio onde dá para estacionar o carro? Obrigado abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa trilha tá um pouco escondida.
      Ela se localiza mais ou menos no meio do Refugio, onde os carros param para apreciar as 2 cachoeiras do Rio Itapanhaú, sendo que a do Elefante é a mais próxima.
      Ali dá p/ deixar o carro estacionado e seguir até a a margem do Rio e procurar um lugar mais raso para atravessá-lo.
      É preciso ter muito cuidado porque a altura da agua chega até quase a cintura. Para quem nãao tem experiencia, eu não recomendo cruzar o rio.
      Ele é perigoso e a correnteza é um pouco forte, dependendo do clima.


      Abcs

      Excluir
    2. Poxa Augusto, muito obrigado!! Fico muito feliz por ter me respondido! Mais fico com um pouco de medo de me perder... Tem perigo? A trilha é espaçosa? Obrigado�� Raphael.

      Excluir
    3. A trilha não tem como errar. Ela vai terminar no rio e lá vc vai ter de achar um ponto onde a correnteza não é forte. Se não choveu em dias anteriores, então cruzar o rio vai ser tranquilo.
      Só é preciso tomar cuidado.
      E já do outro lado do rio, é só seguir na trilha para a direita que levará até a base da cachoeira.


      Abcs

      Excluir
  4. Boa noite Augusto! Fui para Bertioga mês passado, passei pelo km 86 e não consegui achar a trilha... Ela é no refugio onde dá para parar carros? Gostaria muito de conhecer esta linda cachoeira. Por favor me ajude. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o inicio dessa trilha é no KM 86, onde fica o mirante para as cachoeiras.
      Ali dá p/ estacionar o carro em segurança, no refúgio.


      Abcs

      Excluir
  5. ALGUMA DICA DE GUIA TURÍSTICO ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não faço caminhadas com guias turisticos.
      Não tenho nada contra, mas as trilhas que faço não necessitam de guias, na minha opinião.
      Sinto muito, mas não tenho quem indicar.


      Abcs

      Excluir
  6. Olá Augusto! Parabéns pelo blog!

    Estou muito afim de ir a essa cachoeira e fiquei com algumas dúvidas: A maior trilha começa no Km 81, mas se for de carro/moto, o local para estacionar é no Km 86 e a partir dali o recomendável é fazer uma outra trilha que se inicia por lá mesmo. É isso? E essa trilha é menor? Quanto tempo tempo em média para chegar na base da cachoeira? Tem de atravessar o rio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí blz?

      Sim, se vc quiser fazer a trilha completa, tem de iniciar lá no Km 81, antes de iniciar o trecho de descida da serra.
      Mas essa é uma trilha traiçoeira. Já encontrei pessoas um pouco perdidas por ali. Eu só recomendaria vc fazê-la se tem experiencia de trilhas em mata fechada.E nunca sozinho.

      Já se vc for de carro ou moto ou até de onibus ou van também, acho que eles param ali sim.
      E é no Km 86 o melhor local para deixar estacionado o carro ou a moto. É um mirante que é um ponto turistico, por isso é seguro deixar o carro ali.
      Bem no meio desse mirante vc encontra uma trilha descendente e bem demarcada que leva até a margem do Rio Itapanhaú. É uma caminhada de uns 10 a 15 minutos, talvez. Nem se compara com a do Km 81.
      O grande problema é vc achar um lugar seguro para atravessar o rio. É complicado e dependendo da época, a agua chega + - até um pouco acima da cintura.
      Se chover em dias anteriores, não atravesse de jeito nenhum. A correnteza é forte e muito perigosa,
      E tem de atravessar o rio sim. Não tem opção. Veja no tracklog. Já vi muita gente levar uma corda e uma pessoa passa nadando o rio com ela e depois estica a corda para os outros passarem.

      Qto ao tempo de caminhada, creio que uns 30 minutos do mirante até a base da cachoeira, mas cruzando o rio numa época de estiagem.


      Abcs

      Excluir
  7. Augusto, como vai tudo bem?

    Já fiz a trilha da cachoeira do elefante algumas vezes, agora penso em chegar no véu da noiva, que é a parte que você cita da bifurcação
    Pra se chegar a ela tem que tomar cuidado com um precipício certo? logo no final da descida mas a minha duvida é se tem que tocar pra esquerda ou para a direita pra chegar nessa cachoeira?
    Tem algum outro caminho alternativo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tim, blz?
      Não é bem um precípicio. Ele é bem íngreme, mas é no meio da mata.
      Em uma das fotos que tirou dá p/ ver exatamente até que ponto eu cheguei e como é a descida até o local.
      Assim que chegar na bifurcação da trilha principal é só ir seguindo um pouco para a esquerda até ouvir a queda da cachoeira. E aí procurar o melhor local para descer até lá.
      Eu fiquei um bom tempo tentando achar alguma trilha demarcada, mas não encontrei.
      Se existe outro caminho alternativo, não sei. É caso para vc procurar bem antes de chegar nessa bifurcação.
      Pode ser que eu tenha passado por uma outra bifurcação antes e não percebi e pode levar até o topo dessa cachoeira.
      Boa sorte.


      Abcs

      Excluir
  8. existe algum guia para indicar ,queria fazer a trilha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! contato.ciatrips@hotmail.com é o contato da empresa Cia Trips Viagens e Aventuras.

      Excluir
  9. Não sei indicar algum guia para te levar lá.
    O que vc pode fazer é uma pesquisa ano google de agencias em Mogi das Cruzes.
    Com certeza eles podem te levar lá.

    Abcs

    ResponderExcluir
  10. Boa Tarde amigo, gostei muito zdo seu relato, procurando um lugar agradável pra passar este carnaval...
    Consigo lugar para acampar na cachoeira mesmo? Ou só antes dela?
    Obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camping na base da cachoeira não tem.
      Existe sim alguns descampados pouco antes de chegar nela de onde não se consegue vê-la.
      Ficam no meio da mata e são ótimos lugares.
      Só não tenho certeza se encontrará vagas em pleno Carnaval, devido a alta procura.
      Mas seguindo para jusante, vc encontra outros descampados ao longo de uma trilha que segue ao lado do Rio.
      Boa sorte.
      Abcs

      Excluir
  11. Boa Tarde amigo, gostei muito zdo seu relato, procurando um lugar agradável pra passar este carnaval...
    Consigo lugar para acampar na cachoeira mesmo? Ou só antes dela?
    Obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ia esquecendo uma coisa.
      Se estiver muito cheio nos descampados próximo da cachoeira, outra opção é o Casarão, descendo a trilha ao lado do rio.
      Junto dele tem um imenso campo de futebol e é outro bom local para acampar.
      Mas tem a desvantagem de ficar um pouquinho longe.
      Abcs

      Excluir
  12. Vou ir pela 1x agora com uns amigos... estou mt ancioso pelos comentarios ! Parabéns pelo blog...mto bom e completo! Não sei se vou de carro pq a maior preocupação seria estacionar em local seguro.... Depois comento minha experiência aqui...
    Att. Thiago

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse faria a trilha iniciando no mirante. É mais tranquila e não tem bifurcações até a chegada do Rio.
      O complicado será atravessar atravessá-lo.
      É perigoso se ele estiver muito alto.

      Abcs

      Excluir
  13. Vou ir pela 1x agora com uns amigos... estou mt ancioso pelos comentarios ! Parabéns pelo blog...mto bom e completo! Não sei se vou de carro pq a maior preocupação seria estacionar em local seguro.... Depois comento minha experiência aqui...
    Att. Thiago

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E se for de carro, sem dúvida nenhum o melhor local para estacionar é no mirante do Km 86.
      Depois dá um retorno de como foi.

      Abcs

      Excluir
  14. Tenho um conhecido que está perdido desde o dia 2/01. Ele foi surpreendido por uma correnteza e acabou sendo levado pelas águas. Fazem 12 dias que estão a procura dele e até agora nada, se alguém conhece bem este lugar e quiser ajudar a equipe e os familiares estão por lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena Patricia.
      Mesmo quando não existe correnteza forte, atravessar o Rio Itapanhaú é bem perigoso.
      Já cheguei a pegar uma profundidade acima da cintura e isso já é o suficiente para a alguém ser levado pelo rio
      Se puder passe mais informações para eu colocar numa lista de e-mails da qual faço parte e outros fóruns.

      Abcs

      Excluir
    2. Infelizmente não tenho muitas informações concretas! O que sei é que ele foi fazer trilhar no dia 01/01 acamparam e continuaram no dia 02/01 e quando foram atravessar o Rio foram surpreendidos por uma correnteza muito forte ele conseguiu ajudar duas pessoas e ficou preso no equipamento e o msm acabou atrapalhando e teve que soltar sendo levado pelo rio. A família está acampada no casarão e as buscas estão sendo constantes todos os dias das 8h as 17h mas estão com muitas dificuldades nas buscas pois o local é bem complicado.

      Excluir
    3. Existe um Grupo no facebook chamado : desbravadores paulista leste , em que a família posta informações reais.
      Obrigada

      Excluir
    4. Oi Patricia.
      Situação triste mesmo.
      Que sirva de alerta a quem pretende chegar na cachoeira por esse acesso.
      Se tiver alguma novidade, pode postar aqui.

      Abcs

      Excluir
  15. Sim muito triste! O pessoal tem esperança de encontrá-lo mas já fazem 15 dias e o único sinal foi o capacete encontrado no Rio.
    Que sirva mesmo de alerta!!

    Se caso tenha novidades posto aqui.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Patricia.
      Rezo para quem o encontrem.
      E lamento pela familia.

      Abcs

      Excluir
  16. Boa noite o mirante q inicia a trilha mais fácil, não é no km 83.6? Eu olhei no street view e vi a placa to na dúvida se o mesmo local?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc tá no mirante errado.
      Eu olhei no street view e só encontrei 1 onibus, 1 caminhão com container e 1 guincho e nada dessa placa que vc tá dizendo.
      Veja no meu álbum de fotos onde clico na quilometragem no início dessa trilha mais longa.
      Se não me engano é Km 81,1.
      E aí, dali são pouco mais de 5 Km té o mirante onde inicia essa trilha mais curta.

      Abcs

      Excluir
  17. Quero conhecer também, mas preciso decidir o transporte.. valeu pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa cachoeira tem acesso fácil pelo mirante.
      Só é preciso saber nadar e não ter medo de correnteza ao atravessar o Rio Itapanhaú.
      Não é para qqer um cruzar o rio nessa época de chuvas.
      Carro ou onibus são as melhores opções.
      Valeu pelo incentivo
      Abcs

      Excluir
  18. Gostei das dicas, estava pensando em ir sô.Mas não vai dar, gostaria de participar de grupos que gostam de trilhas e cachoeiras.Infelizmente meus amigos não tem animo para caminhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não querendo ser machista, mas um homem sozinho nessa trilha creio que não terá problemas.
      Mas uma mulher sozinha não recomendaria.
      O lugar é de mata fechada e longe de tudo.
      Então é melhor ir acompanhada.
      Abcs

      Excluir
  19. Esqueci uma coisa.
    Faça parte de algum grupo de trekking ou lista de e-mails.
    Buscando no google vc encontra alguns.
    Sugestões:
    Exploradores: www.exploradores.com.br
    Fórum Mochileiros: www.mochileiros.com
    Já marquei muita trip nesses sites.
    Entra lá.

    Abcs

    ResponderExcluir
  20. Olá Augusto, boas suas dicas. Já acampei várias vezes perto dessa cachoeira há alguns anos. Passando no mirante duas semanas atrás, vi que ha muitas totens e símbolos indígenas aí. Sabe algo a respeito? Quem os fez? O que representam. A cachoeira e a vale é especial para algum grupo de índios aí?
    Agradeço, John.

    ResponderExcluir
  21. Ola John.
    Todas as vezes que fui a essa cachoeira nunca foi por esse mirante.
    Por isso não conheço esses símbolos indigenas.
    Na verdade nunca os vi. Sei que em Bertioga existem sim algumas aldeias indígenas.
    Talvez tenha alguma relação.

    Abcs

    ResponderExcluir
  22. Augusto, tudo bem, sao maravilhosas as suas dicas e informaçoes pretendo ir ate a cachoeira so esta dificil convencer algum amigo para ir junto. Vou acabar indo sozinho mesmo, o melhor lugar para deixar o carro entao e Km 86 e isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Amaury.
      Para quem está de carro o melhor lugar para estacionar é no mirante do Km 86.
      Lá é seguro e existe uma grande área para estacionar.
      Só é problemático atravessar o Rio Itapanhaú.
      No começo do ano uma pessoa morreu afogada qdo foi cruzar o rio.
      Se não sabe nadar, nem vá.
      É perigoso, ainda mais quando chove.

      Abcs

      Excluir
  23. Augusto, tem uma turma de 8 pessoas interessadas em conhecer a Cachoeira do Elefante, fomos em Janeiro e nos perdemos tivemos q voltar. Iremos dia 19/03 e gostaria de saber se conhece alguém q conhece o caminho q pudesse nos acompanhar nessa data. Li seu blog e vi q não é guia, mas gostaria de pedir sua ajuda pra não nos perdermos novamente.

    ResponderExcluir
  24. Oi Ana, tudo bom?
    Não conheço nenhum guia que possa indicar, mas no google vc encontra agencias de ecoturismo em Mogi das Cruzes.
    E como vcs já se perderam, não recomendaria ir para lá sem um guia.
    Uma outra opção é iniciar a trilha no mirante.
    É mais rápida e difícil se perder.
    Mas o grande perigo é cruzar o Rio Itapanhau.
    Com essas chuvas ele ta em um nivel muito alto e perigosíssimo para cruza-lo.
    Não recomendável de jeito nenhum para quem não saber nadar.
    No inicio do ano uma pessoa morreu ali afogada.
    Só atravesse com corda e nunca leve pessoas sem experiencia em trekking.
    Ou vá por alguma agencia mesmo.
    Eles cuidam de tudo isso.
    Boa sorte

    Abcs

    ResponderExcluir
  25. Olá. Pelo que informou, a trilha começa no km 81, mas, onde ela termina? Há referência ao km 86; entretanto, pelo que entendi da leitura, esse é um trecho difícil e a narrativa daá a entender que há outro local de saída. Se é isso que pensei, onde é esse local de saída? Em que km da rodovia ele fica? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Newton, blz?
      A trilha que se inicia no Km 81 vai terminar na Cachoeira, passando por algumas bifurcações, ao longo dela.
      Qto a referencia ao Km 86, é que é lá que também se inicia outra trilha que leva a essa cachoeira e também, pode ser outro local de saída.
      É onde existe um mirante.
      A trilha é bem facil identificar ali, mas tem um problema de vc ter de cruzar o Rio Itapanhaú e isso pode ser perigoso.
      Se tiver chovido em dias anteriores, com certeza a correnteza estará forte e não recomendo cruzar o rio.
      Em dias normais a água chega a bater na cintura, mas só recomendo fazer essa trilha se vc saber nadar. Caso contrario nem tente atravessar o Rio.
      Quem faz essa trilha do Km 86, normalmente leva uma corda e alguém experiente para ajudar a cruzar o rio, já que ele é bem largo.

      Boa sorte.

      Abcs

      Excluir
  26. Show cara, to marcando Pra ir dia 15 nessa trilha.. agora peguei mais confiança.. valeu pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só tome cuidado com o período de chuvas. A cachoeira fica linda, mas cruzar o rio é perigoso.

      Abcs

      Excluir
  27. AUGUSTO DE CARVALHO, ESTÁ PROIBIDA A DESCIDA NA CACHOEIRA ASSIM COMO A TRILHA?
    EU E MAIS 150 FOMOS RETIRADOS DO LOCAL COMEÇO DO ANO PASSADO PELA POLÍCIA, APREENDERAM NOSSAS BARRACAS, MACHADOS ENTRE OUTRAS COISAS.
    ALGUNS ATÉ LEVARAM MULTA E EU E MEUS AMIGOS TIVEMOS QUE DAR MAIORES EXPLICAÇÕES NA DP DE NOSSA CIDADE!
    QUE INFORMAÇÃO TEM A ESSE RESPEITO?

    ResponderExcluir
  28. Oi Andre, blz?
    Não to sabendo de nenhuma proibição nessa região da Serra do Mar.
    O que eu sei de concreto é que depois da morte de uma pessoa perto da cachoeira, a Policia Ambiental ta sendo mais atuante por lá.
    Talvez enquadraram vcs em crime ambiental por causa das machadinhas.
    E drogas tb.
    Me passe os detalhes pelo e- mail:
    agsts2@gmail.com
    Com isso posso te responder com mais certeza.

    Abcs

    ResponderExcluir
  29. Augusto parabens pelo Blog. Cara muito bom mesmo com fotos e tira várias dúvidas de nós trilheiros...Por favor, fiquei com uma dúvida. Estamos interessados em fazer a trilha da Cachoeira do elefante iniciando pelo km 81, pretendemos ir de ônibus e voltar pelo caminho...Para a volta há ônibus rumo a rodoviária de Mogi pelo mesmo caminho?
    abraços novamente e Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai blz?
      O ônibus que desce a serra vai te deixar alguns metros depois do inicio da trilha.
      Eles só podem parar onde tem refugio
      Mas não tem erros.
      É só voltar alguns minutos.
      A trilha é demarcada, mas com essas chuvas tá muito escorregadia.
      O problema maior é outro. Travessia do Rio Itapanhau. Se alguem de vcs não sabem nadar, então nem tente cruzar o rio. Muito perigoso por causa da correnteza.
      Para voltar a Mogi pelo mesmo caminho que eu fiz, no mirante KM 86, vcs terão de procurar algum refúgio, onde o ônibus ou uma Van possa parar.
      Normalmente é antes do inicio da serra.
      Ou contar com a sorte e pegar uma carona.
      Valeu.


      Abcs

      Excluir
  30. Nao recomendo a trilha do km 81 esta muito escondida e o final esta desbarancado... Fui agora na sexta passada e deu pra passar uns medos no final da trilha devido a ser muito ingrime e nao ter onde se apoiar nem penfurar pra descer, estive com um grupo , nos perdemos aconteceram pequenos acidentes, mas chegamos todos bem, ja a do km 86 que usamos na volta esta boa mesmo tendo a travesia do rio compens mais , a tarifa do onibus circular manoel ferreira tbm mudou agora é de R$4,10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é legal fazer bate e volta, o rio sobe de nivel no fim do dia dificultando a travessia

      Excluir
  31. Oi Emanuella.

    Agradeço muito pela atualização.
    Vou postar no relato essas informações, assim que puder.

    Só lamento o que aconteceu com vcs.
    O relato é para ajudar.
    Nao sabia que a trilha piorou desde então.

    E creio ser possível fazer um bate volta sem correria.
    Na travessia do Rio Itapanhau existe uma grande laje em um ponto dele e a profundidade não passa dos joelhos.
    Só não recomendo para quem não sabe nadar.
    E evitar essa cachoeira depois de chuvas intensas.
    A correnteza é forte e perigosa.

    Obrigado e sorte da próxima vez.

    Abcs

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde caro amigo , gostaria muito de contar com a sua ajuda se possivel .
    Somos de um curso preparatorio para as carreiras militares nomeado como " BASE 1 "
    Estamos pretendendo descer a serra com cerca de 70 alunos de diversas idades ,e sendo assim gostaria muito que voce pudesse me ajudar me informando qual é o km que a trilha se encerra para que o ônibus possa nos pegar no ponto final desta jornada

    Sendo assim fico grato desde já pela sua colaboração
    segue meu email se preciso me contatar
    haderek.wm@gmail.com

    Abraços

    ResponderExcluir
  33. E aí, blz.
    Se for seguir o mesmo roteiro que eu fiz, vcs deverão finalizar no Km 86.
    Nesse ponto existe um lindo mirante que possibilita visualizar várias cachoeiras, sendo que uma delas é a do Elefante.
    É facil encontrar o lugar.
    Descendo a Rodovia, fica pouco depois da grande curva da Mogi-Bertioga.

    O problema é o momento de vcs cruzarem o Rio Itapanhaú.
    É perigoso e não recomendo para quem não tem experiencia.
    Pessoas já morreram ali, tentando cruzar o rio no mesmo ponto.
    A correnteza pode ser traiçoeira.
    Muito cuidado.


    Abcs

    ResponderExcluir
  34. Boa Noite, a trilha tem duas entradas? No km 86 perto do mirante das cachoeiras e a 500 metros da trilha da cachoeira da pedra furada, tem outra entrada, certo? Já fui na cachoeira da pedra furada, me informei pelo seu site aqui também e não me dei mal, meus parabéns, é o site mais informativo sobre as trilhas!!! Agora quero visitar a cachoeira do elefante, mas fico confuso na entrada da trilha quando chega lá kkkk.. Valeu! Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, blz?
      Sim, é isso mesmo.
      São duas entradas para se chegar na Cachoeira do Elefante:
      - no mirante do Km 86, descendo por uma trilha até chegar ao Rio Itapanhaú e depois cruzá-lo, mas que é perigoso em dias de chuva.
      - e outra no início da descida da serra, onde se inicia uma trilha ao lado de uma enorme placa indicativa de "ATENÇÃO - DESCIDA DA SERRA, DESÇA ENGRENADO".
      Porém essa é uma trilha bem longa.

      Na minha opinião se estiver em dias de estiagem, a melhor opção é sair do mirante do Km 86, já que é uma trilha curta e possibilita deixar o carro com segurança no local.

      Abcs

      Excluir