1 de agosto de 2014

Dicas: 3ª vez em Campos do Jordão/SP - Curtindo a cidade no inverno

Como não dá para levar a minha filha Sophia para algumas trilhas, sempre acaba sobrando o mês de Julho para fazermos alguma viagem, já que é o mês onde todos nós 3 estamos de férias. Como ela tem apenas 5 anos de idade, os passeios têm que ser algo que ela goste, mas que todos os 3 possam curtir também. E Campos do Jordão é sempre uma excelente opção, já que são muitas atrações para todas as idades, gostos e bolsos e que não fica muito longe da cidade de SP.
Voltamos agora em Julho e era a terceira vez na cidade. Em 2008 estava somente com a Márcia e ficamos por 5 dias (relato aqui). Já em 2012 com a Sophia, ficamos por 3 dias curtindo outros passeios (relato aqui). 
E quem acha que Campos do Jordão é uma cidade muita cara para se hospedar, se alimentar e se divertir, é possível sim visitá-la sem gastar muito dinheiro e curtir bastante. 


Foto acima: ao lado da Cachoeira Gavião Gonzaga, localizada dentro da Fazenda Lenz Gourmet 


Fotos dos lugares onde fomos: clique aqui




Do topo do Morro do Elefante
Viajamos para lá na primeira semana de Julho de 2014 e por ser época de Copa do Mundo, encontramos a cidade quase vazia e devido ao mau tempo, a garoa era uma convidada indesejável que aparecia sempre no final de tarde, o que fez a gente alterar um pouco o roteiro que tínhamos planejado. 
E para não repetir as mesmas atrações anteriores, escolhemos algumas que não conhecíamos e que a Sophia também gostasse. 
Abaixo seguem algumas boas dicas e informações e se puder leia os outros dois relatos, que estão com passeios diferentes e bem legais também.


Nosso roteiro foi:

1º dia: Por ser dia do jogo do Brasil x Alemanha, onde tivemos uma aula de futebol, só passeamos pelo centro do Capivari e depois seguimos para o Morro do Elefante.
2º dia: Fazenda e Zoo Lenz Gourmet, Museu Letícia Leirner e Mosteiro das Monjas Beneditinas.
3º dia: Palácio Boa Vista e cidade de Santo Antônio do Pinhal.


Hospedagem
Pedra do Baú tomado pela névoa
# A cada vez que vou nas férias de Julho a essa cidade, sempre ficamos na colônia de férias de uma Associação de Servidores Públicos, que se localiza próximo ao centro do Capivari, a cerca de 2 quarteirões do Shopping Market Plaza. 

# Hospedagem em Campos do Jordão em Julho é extremamente cara. Uma opção mais barata são as pousadas do Bairros de Jaguaribe e Abernessia, que se localizam junto da avenida principal ou próximo dela. Duas boas opções são essas: www.pousadaaraucaria.com.br e www.pousadadonraton.com.br, mas se procurar um pouco mais, encontrará outras pousadas com preços semelhantes ou até menores.

# Outra opção mais barata ainda é se hospedar em Santo Antônio do Pinhal, onde as diárias chegam a ter os preços abaixo da metade em comparação com as pousadas de Campos do Jordão. E tem a vantagem de estar a cerca de 20 Km, o que dá em torno de uns 30 minutos de Santo Antônio até Campos de carro.
Já ficamos na Pousada São Benedito, que se localiza na avenida principal do centro e onde está a maioria das pousadas da cidade.
www.pousadasaobenedito.com


Alimentação


Museu Felícia Leirner
# No inverno funciona na cidade o Shopping Market Plaza, localizado no Capivari. Com uma pequena praça de alimentação no subsolo dispondo de pizzarias e restaurantes, é uma opção boa e barata, com pratos em torno de $40,00/casal.
www.marketplaza.com.br

# Nos dias que estávamos na cidade acontecia o 1º Arraiá na Montanha, junto ao Shopping Market Plaza.
Com comidas típicas de Festas Juninas, os preços eram de $3 a $15 reais.
No local também existia uma pista de patinação no gelo com preços de $40 por 30 minutos e $60 por 1 hora, além de outros brinquedos para adultos e crianças.


Mirante do Vale do Lageado
# Nos bairros do Jaguaribe e Abernessia são encontrados restaurantes que são outras boas opções para quem quer evitar os valores altíssimos do Bairro do Capivari e não perdem em nada na qualidade e no serviço em comparação com os do Capivari. Já comemos na Cantina Nonna Mimi, que possui valores justos e boa comida e também no Restaurante Querença da Serra, ambos no Bairro da Abernessia. Os valores ficam em torno de pouco mais de $50,00/casal. 
www.nonnamimi.com.br/cantina - Querença da Serra: Página no Facebook: Clique aqui.

# Por terem preços extremamente altos, os restaurantes no centro do Capivari só valem a pena para um chocolate quente ou comer um fondue, que também não estavam baratos - em torno de $80/pessoa o rodízio de queijo, carnes e chocolate. Nesse bairro você vai pagar uns 3 dígitos para uma alimentação de 2 pessoas. 

# Na minha opinião, o Capivari só compensa para passeios durante a noite ou para quem gosta de visitar as malharias, que possuem preços até bons, mas é preciso pesquisar. E se der sorte até acompanhar um show do Festival de Inverno que ocorre na Praça Principal do Capivari.


Abaixo as dicas dos passeios que fizemos:

No topo

# Morro do Elefante 
Com uma altitude de 1800 metros, do topo se tem uma bela visão panorâmica, sendo possível enxergar quase toda a cidade, além das montanhas ao fundo, onde se localiza o Pico do Itapeva.
Para chegar lá, são dois tipos de caminho: seguindo pela estrada ou pelo teleférico, que sai da Praça principal da Vila de Capivari. Quem for de carro, existem várias placas sinalizando o caminho. Pelo teleférico é mais divertido, mas é uma inclinação razoável.
Quem subir ao Morro de carro e dispor de um pouco mais de tempo vale a pena seguir pela mesma estrada em direção ao Pico do Imbiri, que tem uma altitude um pouco maior e não fica muito distante do topo do Morro do Elefante.
Valor do teleférico até o topo do Morro do Elefante: $11/pessoa ida e volta.

# Fazenda Lenz Gourmet
Restaurante da Fazenda Lenz Gourmet
É pequena Fazenda que possui um mini zoo com alguns animais, dentre eles: ovelhas, cabras, aves, porcos, mini-vacas, pôneis. 
Alguns são bem mansinhos e ficam soltos pela propriedade e são a diversão das crianças, já que é possível tocá-los e alimentá-los tranquilamente.
O lugar também dispõe de trilhas que levam até um belo mirante e a Cachoeira Gavião Gonzaga e a uma pequena caverna.
O acesso ao mirante é fácil, mas para chegar na cachoeira e na caverna se exige um pequeno esforço físico, nem tanto para ida, mas para a volta, já que a trilha é bem íngreme.
No Mirante da Fazenda Lenz Gourmet
Do mirante sem tem uma bela vista panorâmica do Vale do Lageado e de toda a região próxima da cidade de Santo Antônio do Pinhal.
No local tem um grande restaurante, mas não chegamos a comer ali, já que visitamos o local na parte da manhã. Junto dele existe uma pequena lojinha onde são vendidos compotas de doces, geleias e o famoso bolo inglês, que são produzidos no local com marca própria.
É cobrada uma taxa de visitação de $5,00/pessoa.
Estrada Paulo Costa Lenz César, 2150 - pouco depois do Hotel Toriba.
www.lenz.com.br



# Museu Felícia Leirner
Museu a céu aberto
É um museu a céu aberto, que se destaca por ter pouco mais de 80 obras da artista esculpidas em cimento branco e bronze, retratando figuras abstratas e humanas.
Muitas das obras estão ao longo de uma trilha cimentada em meio à vegetação e à mata de araucárias.
No topo do morro, onde existe um pequeno observatório, se tem uma linda vista da Pedra do Baú, mas não demos muita sorte porque a Pedra estava encoberta no dia. 
Em dias de Sol deve ser lindo a contemplação do Por do Sol, visto desse topo do morro. 
É um passeio perfeito para as crianças que podem correr em meio à alamedas floridas e as araucárias, podendo até desfrutar de um piquenique.
Esculturas do Museu
No mesmo local também se encontra o Auditório Claudio Santoro, onde são realizados a maioria dos concertos do Festival de Inverno. Entrada gratuita.
Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 - Alto da Boa Vista. 
www.museufelicialeirner.org.br









# Mosteiro das Monjas Beneditinas 
Localizado em meio a um bosque de árvores ciprestes, o Mosteiro está na mesma avenida que leva até o Palácio da Boa Vista.
Conta com uma pequena capela, uma loja que vende artigos religiosos, artesanatos, mel, vinho e biscoitos, pães e bolos que são feitos no próprio mosteiro.
Junto do estacionamento existe um pequeno quiosque onde são vendidos algumas guloseimas por preços bem camaradas. O copo de chocolate quente cremoso tem quase a metade do preço do que é encontrado na Vila de Capivari - aproveite. 
Mas o ponto alto desse passeio é o Canto Gregoriano, que acontece na Capela todos os dias, às 17h45min.
Entrada gratuita.
Av. Dr. Adhemar de Barros, 330 - Vila Abernessia.
www.mosteirosaojoao.org.br/index.php/mosteiro

# Palácio Boa Vista
Entrada do Palácio
Construído entre os anos de 1938 a 1964 em estilo medieval, o Palácio é a residencia oficial do Governo de SP, sendo usado como Casa de Inverno e dividido em mais de 30 ambientes, mas somente alguns cômodos do térreo e do 1º andar são abertos à visitação.  
O acervo é bem rico, contando com mobiliários dos séculos XVII e XVIII, esculturas, peças religiosas e antiguidades. 
O tour é feito com acompanhamento de guias que explicam a origem das várias obras de artistas como Tarsila de Amaral, Anita Malfatti, Di Cavalcanti. Não é permitido fotografar no interior do Palácio. Entrada gratuita. Av: Doutor Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista.
www.palacioboavista.com.br

# Estação Férrea Eugênio Lefreve em Santo Antônio do Pinhal
Embarque da estação
Estação ferroviária que ainda está em atividade e é parada do trem turístico que sai de Campos do Jordão. Alguns anos atrás o trem passava pela estação e seguia para Pindamonhangaba, mas atualmente está suspenso sem previsão de voltar a funcionar. 
No local existem um ótimo café com mesas na plataforma e uma loja de artesanatos.
O embarque no trem turístico é feito somente em Campos do Jordão com valor de $45,00/pessoa (Julho/2014), que inclui ida e volta.
Caminhando por alguns minutos próximo da linha férrea se chega ao Mirante Nossa Sra. Auxiliadora, que possui um bela visão do Vale do Paraíba e partes da Serra da Mantiqueira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário