12 de março de 2014

Dicas: Cachoeira da Pedra Furada – Serra do Mar de Bertioga/SP

Com feriado prolongado do Carnaval até planejei fazer uma longa travessia, mas alguns problemas surgiram e por isso resolvi fazer caminhadas somente de bate-volta, próximo a cidade de São Paulo.
Era a minha primeira vez nessa cachoeira e sua localização está dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, no Rio Sertãozinho, que é um dos afluentes do Rio Itapanhaú, em Bertioga, porém essa cachoeira pertence ao município de Biritiba Mirim.
Saindo da Rodovia Mogi-Bertioga, a caminhada até a cachoeira leva pouco menos de 1 hora, sendo possível fazê-la em um Sábado ou Domingo qualquer, sem pressa.
O início da trilha é junto ao um Refúgio, que fica no Km 80,4 da Rodovia Mogi-Bertioga.
A trilha se localiza pouco antes do acesso a outra cachoeira, a do Elefante e se alguém dispor de 2 dias, é possível conhecer as duas ao mesmo tempo. Ou até uma outra cachoeira próximo da Pedra Furada, que é a da Light.


Na foto acima, de frente para a Cachoeira da Pedra Furada





Fotos: clique aqui


Em Março/2016 conheci a Cachoeira da Light, que fica próxima e gravei também um vídeo da Cachoeira da Pedra Furada: clique aqui

Em Setembro/2016 fiz uma travessia que passava por essas 2 cachoeiras, finalizando na Trilha do Lobisomem e criei um tracklog para GPS, que pode ser útil: clique aqui



No topo da cachoeira
# Segui para essa cachoeira na Quarta-feira de cinzas e encontrei ela totalmente deserta. Nenhuma vivalma.

# O tempo estava nublado e bom para caminhada, mas na volta peguei uma chuva torrencial na Rodovia Mogi-Bertioga, que só não me deixou ensopado porque estava com capa de chuva. 

# Para quem curte camping, essa cachoeira não possui muitas opções para montar barracas. Na base da cachoeira existe uma área relativamente plana, mas o piso é uma enorme rocha. 

# Junto ao um poção no topo da cachoeira existe uma pequena área descampada e plana, que é perfeita para umas 1 ou 2 barracas pequenas. Se localiza junto a um pequeno riacho que deságua no poção. Próximo da queda também existe uma pequena área plana.

# Não é bom contar com sinal de telefonia celular ao longo da trilha. Como a mata é muito fechada, é difícil encontrar algum local bom onde tem sinal.


Logística e acesso

Balança da Rodovia
# A logística é relativamente fácil e existem opções de ônibus, vans ou circular para chegar ao início da trilha.

# Depois de pegar o trem da CPTM na Estação Tatuapé, segui para Guaianases e lá fiz baldeação em direção a Estação Estudantes, em Mogi das Cruzes.

# No lado direito da Estação de Estudantes existe um Terminal de ônibus municipais, onde sai o circular para o Bairro Manoel Ferreira. O ponto final dele é no centro do Bairro, mas o desembarque tem de ser feito junto da Balança, no Km 77 da Rodovia Mogi-Bertioga. 
Dali é só iniciar a caminhada pela Rodovia até o Km 80,4 – menos de 4 Km até o início da trilha. Valor: $3,80 (Julho/2016).

# No link abaixo são encontrados os horários de partida do circular Manoel Ferreira:
www2.transportes.pmmc.com.br/site/coletivo/horario_individual.php?l=392


Rodovia Mogi Bertioga
# Só é preciso tomar muito cuidado na Rodovia, porque ela não possui acostamento.

# Peguei o circular as 09h40min, chegando na Balança por volta das 10h30min e iniciando a caminhada pela Rodovia logo em seguida para chegar no início da trilha as 11h15min.

# É até possível ir de carro, mas deixando o mesmo em um bar, ao lado da Balança, no Km 77 da Rodovia. 
Rodovia Mogi Bertioga

# Junto ao início da trilha não existe lugares para deixar um carro estacionado com segurança, por isso as melhores opções são o ônibus ou o circular.

# Outra opção é pegar o ônibus da empresa Breda na Rodoviária de Mogi das Cruzes, do lado esquerdo da Estação Estudantes ou a Van que sai da mesma Estação em direção a Bertioga. E pedir para descer em um Refúgio próximo do Km 80.
Valor: $20,00 (Março/2014). 


Como é a trilha
Trilha bem demarcada
# A trilha tem uma extensão de uns 3 Km e pode ser feita em menos de 1 hora desde a Rodovia até a Cachoeira. A caminhada é sempre em meio à mata atlântica com muita bromélia e cruzando alguns pequenos riachos. 

# Na parte inicial da trilha, ela cruza com inúmeras áreas de brejo.

# Ao longo da caminhada surgem algumas bifurcações na trilha principal, que podem passar despercebidas. Tanto para o norte quanto para o sul.

Bifurcação para a cachoeira: trilha da direita
# A principal bifurcação, que é tão demarcada quanto, surge à esquerda depois de cruzar um pequeno riacho e a uns 40 minutos desde a Rodovia, seguindo na direção norte. É quase semelhante à trilha principal e leva a alguns poções do Rio Sertãozinho, entre eles o mais famoso: o Poço das Antas. 

# A trilha também acessa a Cachoeira da Light a pouco mais de 1/2 hora dessa bifurcação. Porém a trilha é um pouco mais fechada, mas nada impossível. Tem esse tronco de madeira que aparece na foto ao lado. 

# Nessa bifurcação, onde está caído um tronco de árvore, a trilha principal segue para a direita por um pequeno trecho de subida por entre inúmeras raízes expostas e algumas pequenas valas.

Fenômeno da natureza
# Depois dessa bifurcação aparece mais outra, mas as duas levam a mesma cachoeira – a trilha da esquerda é menos íngreme.

# A cachoeira é de pequeno volume com cerca de 6 metros de altura, mas o que chama muito a atenção é a sua característica distinta da maioria de outras cachoeiras. 

# A queda dágua não passa por cima das pedras, mas pelo meio delas, por uma estreita fenda no meio da rocha. 

Base da cachoeira
# No topo da cachoeira existem alguns grampos que são usados pelo pessoal que faz rapel no local.

# Existe um enorme poção junto ao topo, perfeito para um mergulho, mas é bem fundo. 

# À jusante da cachoeira surgem outras pequenas quedas e poções que podem ser explorados para quem dispor de tempo.

# Duas outras cachoeiras que estão próxima dali e que vale a pena visitá-las também são a do Elefante e a da Light. 
Na do Elefante já fui 2x nessa cachoeira e sempre iniciando pela trilha. Valeu a pena e dá para conhecer as 3 em um fim de semana qualquer.

- Pequeno relato do Elefante com algumas dicas:
http://trilhasetrips.blogspot.com.br/2014/03/dicas-cachoeira-do-elefante-serra-do.html


- Relato da Cachoeira da Light com algumas dicas: 
http://trilhasetrips.blogspot.com.br/2016/03/dicas-cachoeira-da-light-biritiba.html

- Vídeo da Cachoeira da Light, que fica próxima e com indicações para a bifurcação que leva até a Cachoeira da Pedra Furada:
www.youtube.com/watch?v=y0c518zLCgY&


57 comentários:

  1. Otimo relato amigo!! Vai me ajudar bastante!! Com bastante informação, porem só informação util, nada de historinha hehehe muito bom mesmo! Parabens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu meu caro pelos parabéns.
      Essa é sempre a minha intenção.
      Só colocar em alguns dos relatos informações úteis e que podem ajudar quem quiser chegar nessa cachoeira.
      Precisando de mais ajuda com qualquer trilha que fiz e postei o relato aqui do blog, é só perguntar.

      Gde abc.

      Excluir
    2. Ola, amigo gostei das dicas,vou conhecer essa cachoeira no próximo feriado, obrigado.

      Excluir
    3. Ola, amigo gostei das dicas,vou conhecer essa cachoeira no próximo feriado, obrigado.

      Excluir
    4. Boa sorte.
      Com esse calorão, ta sendo uma boa opção conhecer essa cachoeira.
      Abcs

      Excluir
  2. Amigo, como vc fez pra voltar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passa circular na rodovia? Ele para fora do ponto? Ou vc foi caminhando até o ponto final?

      Excluir
    2. Blz.
      Para voltar, fiz o mesmo trajeto. Seguindo pela Rodovia até a Balança e de lá peguei o circular, que sai de um pequeno bar de frente para a Rodovia. Ali é o ponto final da linha e o único local onde dá para embarcar.
      Na Rodovia só passam aquelas vans ou onibus, mas acho que eles não vão parar, já que não existe acostamento.
      Mas o trecho é tranquilo.
      Se vc foi na caminhada desde a Balança, que é o ponto final da linha, até a cachoeira em menos de 2 horas, vai levar o mesmo tempo na volta.

      Abcs

      Excluir
    3. em mogi funciona um sistema aonde fora do centro, os pontos de ônibus são por convenção as placas que marcam a quilometragem

      Excluir
  3. Valeu pela atualização Caio.
    Muito boa a informação.
    O problema talvez seja conseguir uma van que não venha lotada do litoral, já que peguei várias vezes esse tipo de transporte e sei que eles só saem de Bertioga quando estão lotados.

    Abcs

    ResponderExcluir
  4. E ai Augusto BLZ?

    Esse bar onde da para deixar o carro, é seguro?
    E para quem nunca pegou essa trilha, é fácil de seguir sozinho ou precisaria de um guia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz Fábio.

      Quando desci do onibus nesse bar, ele me pareceu seguro sim.
      O ponto final da linha de onibus é bem no estacionamento desse bar.
      Mas quando passei ali, ele estava fechado, mas ao lado existe uma residencia.
      E que possui uma garagem bem grande. Talvez até permitem deixar o carro ali, pagando uma taxa, é claro.

      Quanto a trilha, depende de sua experiencia em caminhadas na mata fechada.
      Se vc nunca fez trilhas, então eu não recomendo ir sozinho.
      Mas um guia acho desnecessário.

      Abcs

      Excluir
  5. E necessário guia pra.chegar até ela. E pega sinal 📶 de celular

    ResponderExcluir
  6. E necessário guia pra.chegar até ela. E pega sinal 📶 de celular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc não tem experiencia em trilhas na mata fechada, com toda certeza é melhor contratar um guia.
      É preferível pagar para um profissional te levar até a cachoeira do que se perder por lá.
      Qto ao sinal de celular, não consegui em nenhum ponto da trilha. Ou qdo aparecia era muito ruim.
      Esqueci de colocar essa informação no relato e vou dar uma atualizada nele qto a isso.

      Abcs

      Excluir
  7. Boa tarde! Olá gostaria de participar de uma próxima caminhada...se eu aguentar...podemos manter contato ? Abraços. Marcelo - SP - ZP. Penha

    ResponderExcluir
  8. Não é nada pessoal não Marcelo, mas só marco minhas caminhadas através de uma lista de e-mails da qual eu participo.
    Lá eu conheço a maioria do pessoal e sei que todos eles são bons de caminhada.
    Já tive problemas nas trilhas com pessoas que não conhecia e não guardo boas recordações.
    Essa lista de e-mails faz parte do blog Exploradores:
    www.exploradores.com.br
    Outra maneira de participar de outras caminhadas é através do Fórum Mochileiros.
    Lá existe um tópico que o pessoal sempre tá marcando alguma caminhada.
    www.mochileiros.com


    Abcs

    ResponderExcluir
  9. Pra descer até a base da cachoeira é fácil? Pelo que eu entendi a trilha leva até o topo da cachoeira, pra descer precisa de algum equipamento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz Samuel.
      Depois que vc passar a bifurcação onde tem aquele tronco de madeira, cuja foto está no relato, haverá uma outra bifurcação um pouquinho à frente.
      Para a direita é a trilha que leva atá a base da cachoeira; seguindo para a esquerda vc chega no topo dela.
      E estando no topo ou na base, existe uma pequena trilha íngreme que está à esquerda da cachoeira. E não precisa de equipamento.
      É ir segurando nos galhos de algumas árvores.
      Pode ir tranquilo.
      Abcs

      Excluir
  10. Olá Augusto!
    Por favor, me ajuda com uma informação?
    Irei com um grupo de 6 amigos para a cachoeira da pedra furada agora no começo de janeiro.
    a vam deixa próximo da trilha? e eu tenho uma experiencia com trilhas (minima, mas tenho), é perigoso de nos perdemos?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Pedro, blz?

      Perigoso sempre é. Vou dar exemplo.
      Recentemente quando visitei a Cachoeira do Elefante, que fica próxima da Pedra Furada encontrei um pessoal que estava com dificuldades. Perdidos não estavam, mas não tinham certeza de qual caminho seguir, devido a algumas bifurcações.
      E essa trilha é bem parecida com a da Cachoeira da Pedra Furada.
      Então sempre vai existir alguma complicação nessas trilhas.
      Como vc irá com um grupo grande, é bom ir preparado.
      Se puder leve um GPS com o tracklog da trilha. E também alguns outros relatos dessa caminhada.
      As vezes uma informação que vc não encontra no meu relato, pode estar em outro e isso pode te ajudar quando aparecer uma dúvida.
      Ou senão, vá em um fds com 1 ou 2 pessoas mais experientes nessa trilha.
      Talvez vc perde um Sabado ou um Domingo, mas com certeza vc irá encontrar outras pessoas na trilha.
      Qto a van, sim ela passa pela Rodovia. É só pedir para descer no Km 80,4.
      É onde se inicia a trilha.


      Boa sorte.

      Abcs

      Excluir
  11. Estava indo bem com o relato, só foi infeliz em dizer q bike espanta animais e estraga a trilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que na pressa de ler o relato, vc não compreendeu o que eu escrevi.
      Em nenhum momento disse que bike espanta animais, apesar de ser contra o uso delas em mata fechada.
      O que eu escrevi foi exatamente isso:
      "...... Motos é pior ainda. Além de detonar a trilha, espanta os animais e aves que podem se assustar com o barulho do motor".
      Me referi às motocicletas. Acho que está bem compreensível não?
      Abcs

      Excluir
  12. Boa noite, estou querendo ir Nessa trilha, só que de carro, será que é ruim, ou perigoso deixar o carro? Fica muito distante do começo da trilha esse bar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz Célio.
      Eu não recomendaria ir de carro até o início dessa trilha.
      Além de ser proibido deixar o carro no acostamento da Rodovia, pode ter uma desagradavel surpresa com algum arrombamento dele, qdo vc voltar.
      Sem dúvida nenhuma as melhores opções são o ônibus ou a van, que te deixa em frente à trilha.
      Mas se vc quiser economizar e caminhar um pouco mais é só deixá-lo no ponto final do circular e de lá seguir na caminhada.
      Abcs

      Excluir
  13. Amigo eu nunca fiz trilha e gostaria de fazer essa pra conhecer, eu li que ela parece de inciante.
    Eu iria com um grupo de 9 pessoas você acha que teríamos problema sendo a nossa primeira trilha ?
    Você conhece algum guia que possa nos levar ?

    ResponderExcluir
  14. E aí blz?
    Sim, eu considero uma trilha tranquila, mas para quem já tem experiencia nisso tipo de trilha.
    A recomendação que eu sempre digo a quem pretende fazer uma trilha pela primeira vez: vá com alguém experiente.
    Nunca se arrisque a caminhar em um local que vc não conhece.
    Os meus relatos são direcionados a quem já tem uma certa experiencia de trilhas em mata fechada, por isso eu sugeriria a contratação de um guia, mas não conheço ninguém que eu possa indicá-lo.
    No google vc encontra agencias de Mogi das Cruzes e com certeza eles fazem esse roteiro.
    Abcs

    ResponderExcluir
  15. gustavo henrique14 janeiro, 2016

    cara você é fera

    ResponderExcluir
  16. Sou tudo isso não Gustavo.
    Apenas um trilheiro que compartilha informação.
    Nada mais


    Abcs e valeu

    ResponderExcluir
  17. Como sempre, ótimo relato.
    Fiz essa trilha no ultimo domingo (06/03/2015) com minha namorada e um amigo e vi uma coisa lamentável.

    Nessa segunda bifurcação que vc mencionou eu peguei a esquerda e atravessei o rio como você disse.
    Ao chegar na primeira área de camping eu vi bastante lixo.
    Nessa área eu poderia ter ido para esquerda ou para direita.
    Eu desci pela direita onde era muito ingrime e cheguei ao riacho que dava no poção.
    Pouco antes de chegar ao riacho eu e minha namorada vimos fezes humanas já bem próximo a água. Infelizmente nosso amigo que estava mais a frente não viu e pisou =[.
    Devia ser das pessoas que estavam acampadas ao lado do riacho.

    Tirando essas coisas foi tudo perfeito.
    Atravessando esse riacho e seguindo pelas pedras a esquerda tem uma corda pra ajudar a descer. Caso não queira ir pela corda vc pode ir pela direita que você encontra com a trilha principal novamente que desce até base da cachoreira.
    O rio estava bastante cheio e a correnteza estava bem forte.
    Parte da água estava caindo por cima de pedra.

    Augusto, Sabe me dizer se tem como ir para cachoeira da light a partir da pedra furada?
    Eu vi no maps que elas são relativamente próximas, mas nao acho muita informação a respeito na internet. A maioria dos sites foram obrigados a tirar as informações das trilhas do parque estadual da serra do mar. =[

    Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Blz Lucas.
    Valeu pelos parabéns.
    Infelizmente qdo um lugar fica muito conhecido mais e mais pessoas irão para lá.
    E alguns que não tem consciência ecológica nenhuma.
    Só tenho a lamentar.
    Qto a chegar na cachoeira da Light, vc deve seguir pela mesma trilha que
    eu continuei por uns 20 minutos.
    Na foto acima onde mostro a trilha e um tronco de arvore, é só seguir na da esquerda.
    A trilha próximo do rio Sertãozinho e não encontrei bifurcação.
    Mas se tiver experiência em trilhas de mata fechada, não terá dificuldades.
    Se não me engano vc encontra o tracklog dessa cachoeira no wikiloc.
    Boa sorte
    Abcs

    ResponderExcluir
  19. Entendi.
    Na ida eu fui por ai mesmo(pela esquerda no tronco).
    Quando eu vi área de Camping eu desci a direita por uma trilha bem ingrime e mal demarcada e cheguei na pedra furada.
    Devo ter errado ai, se eu tivesse continuado provavelmente teria chegado na cachoeira da light.
    Próxima vez vou la conhecer.

    Obrigado pelas dicas.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso achei estranho vc ter passado por area de camping.
      O unico camping que tem na cachoeira fica do outro lado do grande poção.
      Vc então seguiu por outro caminho.
      Da bifurcação até a cachoeira da light é no maximo 1 hora.
      Fui até a metade e encontrei a trilha trilha relativamente fácil, para mim.
      Pretendo algum dia voltar lá para chegar nessa cachoeira.
      Mas o clima não tá ajudando.
      Abcs

      Excluir
  20. Olá Augusto, prazer em falar contigo. Muito bonito seus passeios pela serra da Mantiqueira. Estou pretendento fazer esse passeio que sai de Pique e vai até Campos do Jordão. De início não sei se vou até Campos. Talvez até Pindamonhagaba. Mas tenho uma dúvida se você puder me orientar agradeço imensamente. Primeiro: O acesso a água é fácil. Existem rios ou nascente por perto? Outra coisa, vi em sua fotos que há área do Exercito brasileiro que proíbe a entrada. Como é o acesso? Podemos atravessar? agradeço desde já. abç
    adilson vaz dos reis

    ResponderExcluir
  21. Ola Adilson.
    Vc leu o relato dessa travessia do pico do carrasco?
    As respostas as suas dúvidas estão lá.
    De uma lida lá.
    Qto a área do Exercito, não sei se é proibido ou não.
    Veja também nos comentários que estão com informações atualizadas.
    Abcs

    ResponderExcluir
  22. Augusto primeiramente obrigado pelas informações e pelo blog que é de muita importância para quem curti trekking.
    Estou indo com uma galera para pedra furada no feriado, nenhum de nós não fomos pra lá ainda, estamos no escuro. Pelo que vi em blogs e vídeos não tem muita dificuldade a trilha. Tu acha quem é um risco?
    Desde já agradeço, abraços.

    ResponderExcluir
  23. Augusto primeiramente obrigado pelas informações e pelo blog que é de muita importância para quem curti trekking.
    Estou indo com uma galera para pedra furada no feriado, nenhum de nós não fomos pra lá ainda, estamos no escuro. Pelo que vi em blogs e vídeos não tem muita dificuldade a trilha. Tu acha quem é um risco?
    Desde já agradeço, abraços.

    ResponderExcluir
  24. Bl Marcos.
    Pode ir sossegado.
    Se vc já tem uma certa experiencia em trilhas, então não terá dificuldades.
    A trilha ta bem demarcada.
    Veja no relato da cachoeira da light.
    Lá eu coloquei 2 videos e um deles mostra como é a trilha e onde vc deve pegar uma bifurcação para chegar na pedra furada.
    Boa caminhada.
    Abcs

    ResponderExcluir
  25. Poxa, Augusto, muito obrigado, pelas dicas segui seu relato domingão e cheguei facinho na cachoeira. Muito obrigado mesmo.

    ResponderExcluir
  26. Blz Paulo.

    Não precisa agradecer não.
    Minha intenção é essa mesma. O de ajudar os outros.
    E qdo puder, volte lá para chegar na Cachoeira da Light, que não fica tão longe da Pedra Furada.
    Tem um outro relato dela aqui no blog.
    Apesar da trilha ser um pouco mais fechada, até dá para chegar nela só com o video que eu postei no relato.


    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vou conhecer outros lugares, que você postou. Vou na cachoeira do elefante desde muleque, mas, não conhecia a maioria dos lugares de lá.

      Excluir
    2. Nessa região são várias cachoeiras ao longo do Rio Itapanhaú e Sertãozinho.
      Tem uma outra que também vale a pena que é a do Itatinga, mas para chegar lá só com 2 dias, no minimo, já que o acesso é mais complicado.

      Abcs

      Excluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Olá Augusto! Excelente orientação! Eu tentei realizá-la, mas acabei chegando na cachoeira da light. Para chegar na pedra furada tenho de seguir sempre a direita? Abraços...

    ResponderExcluir
  29. Oi Arthur, blz?
    Vc então não perdeu seu tempo.
    Chegou em outra cachoeira que também vale a pena conhecer.
    Esse é só mais um outro motivo para vc retornar lá e fazer agora a da Pedra Furada.
    E é super facil chegar nela.
    Vc se lembra ao cruzar o rio de uns 2 mts de largura por cima de algumas pedras?
    E uns 10 metros antes desse trecho encontrou uma bifurcação onde tinha um tronco de árvore à direita?
    Então, era ali que a trilha leva à Pedra Furada.
    Fica mais facil vc olhar o video da Cachoeira da Light e lá eu coloco onde está a bifurcação na trilha para essa cachoeira.
    Não dá para dizer que vc sempre deve seguir à direita porque existem bifurcações na trilha e isso pode confundir.

    Boa sorte e valeu pelo elogio

    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, me recordo do rio surgir a minha esquerda e logo após o atravessarmos; no vídeo da pra ver bem claro a entrada para cachoeira da Pedra Furada. Então o erro foi cruzar o rio? Devíamos ter entrado a direita naquela subidinha, antes de cruzar o rio? Muito obrigado pela ajuda e perdoe-me a demora.

      Excluir
    2. Isso mesmo.
      Vcs deveriam virar à direita naquela subidinha.
      E logo à frente outras bifurcações irão aparecer, mas todas elas levam para a cachoeira.
      Não vou dizer que foi um erro, porque nos descampados um pouco mais a frente pela trilha, se vc descer a encosta ingreme também chegara perto da cachoeira.
      E não precisa se desculpar,
      Boa sorte qdo voltarem lá.

      Abcs

      Excluir
  30. Valeu por compartilhar.
    Boas trilhas!

    ResponderExcluir
  31. Olá Augusto tudo bem?

    Eu já fiz algumas trilhas, a última foi para a Cachoeira da Fumaça em Paranapiacaba, conhece?
    Estou muito afim de ir para a Cachoeira da pedra furada neste feriado e li no seu relato que não tem muitas áreas para acampar perto dela, mas sabe me dizer se aos arredores poderia ter ou me aconselha a apenas fazer um "bate-volta"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joyce, blz.
      Tudo bom?
      Fiz muita trilha em Paranapiacaba e não faz muito tempo votei para fazer outras, entre elas a Funicular e o Rio Mogi. Fumaça ainda não fiz.
      Depois que descobri essa região de Biritiba Mirim, só faço caminhadas lá.

      As áreas para montar barraca na Pedra Furada são muito poucas.
      Alem das que citei no relato, vc tb encontra na trilha que leva a Cachoeira da Light.
      É só subir uma encosta íngreme saindo do pocao da parte alta.
      Mas tb é para poucas barracas.
      Na minha opinião para 2 dias não vale a pena conhecer só a Pedra Furada.
      Um bate-volta é o ideal.
      Para uma caminhada de 2 dias, aí sugiro incluir a Cachoeira da Light, que fica uns 30 minutos de trilha depois e possui grandes descampados.
      Ou a Elefante, porem o pessoal da Policia Ambiental e do Parque estão fazendo fiscalizações rotineiras por lá.

      Abcs

      Excluir
  32. Olá augusto Parabéns pelas informações

    Queria ir lá com minha namorada pra ela conhecer a cachoeira que muitos falam bem

    Sabe me dizer se o risco de se perde e maior que o risco de dar certo e se devo seguir sempre a esquerda ou a direita da trilha pois queremostra conhecer a pedra furada ....

    ResponderExcluir
  33. E aí Agatha, blz?
    Obrigado.

    Poe ir tranquilo.
    A trilha tá bem demarcada.
    Só depois daquele riacho que aparece a principal bifurcação e que tá na foto do relato: para a direita leva a Pedra Furada. Em frente vc sairá na Light

    Boa sorte.

    Abcs

    ResponderExcluir
  34. Olá augusto mto bom o seu relato .. obrigado vai me ajudar mto .. só uma dúvida é para voltar ? Onde pego ônibus? Tenho q pegar o mesmo e descer até Bertioga e voltar ou tem um ônibus q volta pra estudantes?

    ResponderExcluir
  35. Oi Rodrigo, blz?
    Para retornar é só pegar o mesmo onibus que te levou até a Balança, que fica no Km 76.
    Bertioga tá muito longe ainda.

    Abcs

    ResponderExcluir
  36. Olá Augusto, como vai?

    Trabalho no Sesc Itaquera e temos aqui um projeto chamado Trilhas Urbanas. Pra 2018, gostaríamos de explorar algumas trilhas da Serra do Mar, começando pela região de Mogi.

    Será que podemos conversar sobre o assunto? Se puder, peço que entre em contato comigo por e-mail: gustavofaria@itaquera.sescsp.org.br.

    E parabéns pela iniciativa do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo.
      Mandei um e-mail para vc.

      Abcs

      Excluir